Whisky

Whisky

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Toulvaddie Distillery será a primeira destilaria a ser fundada por uma mulher em quase 200 anos


Em uma indústria de séculos de tradição, pode ser difícil começar algo novo que se destaque da multidão. No entanto, Heather Nelson está tentando fazer exatamente isso. Em um antigo campo aero-naval em Ross-shire, nas Highlands, Toulvaddie Distillery será a primeira destilaria de whisky escocês a ser fundada por uma mulher em quase 200 anos, e a única a ser fundada exclusivamente por uma mulher.

Toulvaddie Distillery será uma micro destilaria de whisky com capacidade para produzir cerca de 30.000 litros de álcool por ano. Os alambiques são de tamanho e forma semelhantes aos usados pelos "contrabandistas" de whisky no passado. Este tamanho permite que todo o processo possa ser feito à mão.

As mulheres sempre estiveram envolvidas na produção de whisky. Das esposas de fazendeiros onde funcionaram os alambiques ilícitos após a união entre Escócia e Inglaterra em 1707 até os CEOs atuais das destilarias. Quando perguntada porque decidiu construir uma destilaria, Heather responde que a quantidade de destilarias existentes que produzem sabores tão diferentes e o estudo do que influencia esses sabores a atraiu. Foi quando começou a olhar o processo mais profundamente. E quanto mais estudava, mais forte era o seu desejo de realmente fazer o seu próprio espírito.


A destilaria deverá ser construída no local de uma velha base aérea da Marinha Real onde os pilotos dos bombardeiros eram treinados em como aterrar nas plataformas de porta-aviões.


Fonte: whiskyintelligence.com

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Lançamento do Ballantine's 21 Year Old American Oak


Ballantine's, whisky escocês nº 1 da Europa e o nº 2 do mundo, lança a segunda edição da série Signature Oak, O Ballantine's 21 Year Old American Oak, disponível exclusivamente nas lojas Duty Free.

Após o sucesso do Ballantine's 21 Year Old European Oak, apresentado em 2015, a edição limitada é um whisky de prestígio excepcionalmente suave que celebra os sabores trazidos pela madeira de carvalho durante o envelhecimento e é ideal para o viajante exigente que procura um presente original para levar para casa.

O whisky distinto e cremoso exibe a característica doce da baunilha e a influência do barril de carvalho americano. É uma homenagem ao fundador e visionário George Ballantine, que reconheceu a importância do barril no desenvolvimento de whiskies raros e complexos.

As qualidades dos cascos de carvalho americano são reveladas com perfeição na assinatura desta edição. Com suavidade e profundidade de sabor, é a expressão máxima da influência da madeira.

O Ballantine's 21 Year Old American Oak está disponível exclusivamente em lojas Duty Free a um preço de venda sugerido de USD $140.

Ballantine's 21 Year Old American Oak: Notas de Prova
Nariz: notas frutadas vibrantes de pêssego maduro, créme brûlée, creme de baunilha e amadeirado doce.
Sabor: sabores de laranja e chocolate, fudge de baunilha com um tempero de gengibre.

Acabamento: mel suave e doce.


Fonte: whiskyintelligence.com

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Desvendando Nº 48: Glen Moray 12 Anos


Fazendo parte da família Ardbeg e Glenmorangie, a pequena Glen Moray sempre passou despercebida. Começou como cervejaria e se transformou em destilaria em 1897. Com 60 anos de experiência na produção de cerveja Ale, era preciso pouco para levar o processo adiante e transformar a cerveja em whisky. Seus whiskies são admirados, mas nunca se destacaram como glamourosos.

A casa lutou para sobreviver nas primeiras décadas, até ser comprada pelos blenders Macdonald & Muir (que mais tarde se tornou Glenmorangie), seus proprietários até 2004, quando então foi vendida para a LVMH. Hoje faz parte do grupo francês La Martiniquaise, que a adquiriu em 2008.

Localizada em terreno pantanoso, perto do rio Lossie, nas imediações de Elgin, a destilaria caracteriza-se por seu entusiasmo pelo envelhecimento final em barris de vinho, talvez por influência de seus donos que lidavam com vinhos e destilados. Os primeiros envelhecimentos com Chardonnay e Chenin Blanc datam de 1999. O uso de barris de vinho branco foi uma inovação no ramo.


Glen Moray extrai sua água de uma nascente ao lado do rio Lossie e usa cevada maltada levemente turfosa. O whisky é maturado principalmente em tonéis de carvalho americanos previamente usados para bourbon, com uma alta proporção de barris de primeiro uso. Alguns tonéis especiais são reservados para edições limitadas, em tradicionais armazéns dunnage no local.

O carro-chefe da destilaria é o Glen Moray Classic, sendo o segundo malte mais vendido na Escócia e, principalmente através de vendas de supermercado, seu whisky continua um malte introdutório dos mais vendidos no Reino Unido.

O que pude perceber:
Características: cor palha claro, pouco corpo.
Aroma: herbal e floral. Possui um pouco de álcool um tanto quanto desagradável no início, algo como acetona, que agride um pouco as narinas. Driblado o álcool (o ideal é deixar descansar no copo por alguns minutos) surgem aromas de malte e nozes. No nariz ele parece ter bem mais corpo do que o verificado através da análise de suas lágrimas. Aromas de pipoca e cereais também podem ser sentidos. Com a adição de um pouco de água, libera algumas notas, frutado, amadeirado, terra molhada e couro. O aroma desagradável de acetona some. Com uma pedra de gelo o herbal toma conta. Desta vez notam-se aromas de grama.
Paladar: quente, picante, cereais, um certo azedo na boca, um pouco ardido também. O ardido lembra um pouco de gengibre. Tem uma finalização média, de malte. Com a adição de água continua o gengibre e agora há uma certa picância de especiarias, além do malte. Sua finalização fica um pouco mais picante, mais seca e um pouco mais duradoura. Com o gelo, o paladar corrobora o que foi sentido no aroma, destacando, principalmente, o sabor herbáceo. A picância do gengibre some. Continua ardido, mas agora mais suave. O final, agora, fica mais fresco e dura menos.


O que dizer deste whisky? Vindo, originalmente, dos mesmos controladores da destilaria Glenmorangie, esperava mais. Mas pelo histórico do pouco caso deles para com a destilaria dá para entender. Deu trabalho analisar este whisky. Mas vamos combinar que analisar whisky é sempre bom que tenhamos mesmo sempre muito trabalho. Foram necessárias mais de uma dose (sacrifício).

É um whisky que não se revela. É fechado. Sua principal característica é tentar se manter assim. Foi difícil desvendar suas notas de aromas e sabores. Um whisky bruto, no sentido de que não quer “falar” com ninguém. É deixando-o descansar e adicionando um pouco de água que suas nuances começam a aflorar. Com algumas gotas de água, seus principais aromas começam a se revelar, e é desta forma que eu considero que ele deve ser melhor apreciado. O gelo, por sua vez, bagunçou tudo novamente, fechando portas que haviam sido abertas.

O whisky é suavizado em barris de Chenin Blanc. Acredito que, não fosse esta finalização, teríamos algo bem ruim. Como disse no início, esperava mais. Não é um whisky complexo, é bem simples até. Vale para conhecimento, mas não é um whisky que eu recomendaria como um bom whisky. Há muitos blendeds que se sobressaem a este single malt.




Glen Moray 12 Anos

Single Malt: Speyside Teor Alc 40%


Este é um malte clássico e leve de Speyside, com aromas de algodão-doce e notas de mel de urze. Na língua há um sabor suave de frutas secas e cascas de laranja.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Desvendando Nº 47: Grant's Cask Editions Sherry Cask Finish Nº 2


A história do Grant´s remonta a 1866, quando William Grant tornou-se guarda-livros da Mortlach, a destilaria local. Ele mostrou grande talento para o processo de produção de whisky e logo se tornou gerente.

Vinte anos depois, William e a família criaram a emblemática Glenfiddich Distillery, que ainda é o centro da empresa. Eles próprios fizeram grande parte da construção, e o primeiro destilado jorrou dos alambiques no Natal de 1887.

Em 1979, o Grant's vendeu mais de um milhão de caixas de whisky no Reino Unido, estabelecendo-se firmemente como uma das marcas preferidas do país. Desde então continuou a crescer em ritmo excepcional, respondendo à demanda dos consumidores mundiais de scotch. A Grant's agora vende cerca de 4 milhões de caixas de whisky por ano e é uma das 5 maiores marcas de whisky escocês, saboreada em mais de 180 países.


Em setembro de 2001 a Grant's resolveu inovar e lançou duas edições do Grant's Family Reserve com acabamentos diferentes. Antes do engarrafamento, esses whiskies são finalizados em barris de Ale ou Sherry, onde o destilado envelhecido absorve certas notas e sabores característicos dos barris.

O que pude perceber:

Características: cor dourado claro, corpo médio.
Aroma: assim como foi com o Nº 1, o Nº 2 possui também um pouco do álcool pronunciado. Quando se dribla o álcool, o que toma conta desta vez é o sherry. Carvalho, notas adocicadas de baunilha. Também estão presentes notas frutadas, dá para notar algo como maçã ou pera, junto com uma certa picância. O apimentado se mistura com o carvalho. Notas florais também estão presentes. Terra molhada, chocolate amargo. Há uma infinidade de aromas bem complexos e agradáveis. Colocar algumas gotas de água é o suficiente para liberar um aroma mais terroso, mais encorpado. Cereais crocantes, chocolate, frutas secas aparecem. O adocicado da baunilha some um pouco, evidenciando mais as notas amadeiradas. O álcool também fica mais suave. Uma pedra de gelo deu um tom mentolado no aroma. O frutado toma conta. O álcool some. O gelo retém um pouco do apimentado, das especiarias. Mas elas estão lá, prontas para agir a qualquer momento. Permanece também um amadeirado sutil e uma certa doçura.
Paladar: doce, frutado, um pouco de baunilha. Logo em seguida vem uma certa picância. O calor preenche a boca. Cremoso. Percebe-se a presença de frutas secas e canela. O álcool no paladar não é evidente. Especiarias tomam conta no final apimentado. Um defumado sutil aparece, deixando a boca seca e um gostinho de quero mais. A adição de um pouco de água salientou as notas picantes, de especiarias. Ficou mais condimentado, de forma que desta vez senti uma certa dormência na boca. Continua cremoso e amadeirado. Com uma pedra de gelo, assim como aconteceu no aroma, as frutas tomam conta. Primeiro sente-se frutas frescas, maçãs e peras, depois passam para frutas secas, cristalizadas. Desta vez aparece um pouco da baunilha e sua doçura, para então, finalizar novamente com especiarias e seu toque apimentado, porém agora, sem a dormência na boca.


É um whisky que eu curti bastante. Primeiramente para matar a curiosidade com os lançamentos da Grant's e suas finalizações em diferentes barris. Em segundo, porque o sherry é um dos meus barris preferidos para a maturação de whisky. E essa expressão me agradou bastante. Ele é preparado da mesma maneira que o finalizado em barril de Ale, neste caso, usando barris espanhóis de sherry oloroso.

Complexo e muito bem balanceado, consegue juntar aromas e sabores de forma bem harmoniosa. Ainda assim, na minha opinião, para ele, o que funcionou melhor foi a adição de um pouquinho de água.




Grant's Cask Editions Sherry Cask Finish Nº 2

Blend Teor Alc 40%


Este whisky é preparado com finalização em barris de sherry oloroso, que provoca um paladar aquecido, rico e frutado.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Novo recorde de preço em leilão para uma garrafa de whisky


Um novo recorde mundial de preço em leilão foi marcado para uma garrafa de Yamazaki 50 anos de idade (3rd Edition) quando foi vendida por HK $ 588.000 pela casa de leilões Bonhams, que leiloou vinhos finos e raros, cognac e single malts em Hong Kong no dia 18 de Novembro.

Houve também uma forte presença da Macallan com a venda de garrafas vintages que inclui o velho Macallan Lalique 62, vendido por HK $ 269.500.

No total, as vendas arrecadaram mais de HK £ 14.000.000.


Fonte: whiskyintelligence.com


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Highland Park inflama sua herança Viking com Fire Edition


A destilaria Highland Park anunciou o lançamento de um novo single malt de edição especial. Fire Edition é um whisky que foi amadurecido exclusivamente em barris de vinho do Porto e segue o lançamento do Ice Edition no início deste ano. Isso completa a série de duas partes de engarrafamentos de edição especial que celebra os mitos e as lendas da época dos Vikings.

Amadurecido 100% em barris de vinho do Porto de segundo uso, é uma experiência pioneira e o resultado é um vibrante single malt de 15 anos de idade com um ABV de 45,2%. Fire Edition tem uma tonalidade natural ligeiramente avermelhada, aromas intensos de frutas vermelhas, fumaça de turfa e um final longo e persistente.

O vidro requintado de coloração vermelho carmesim foi especialmente encomendado para representar o mundo feroz dos Gigantes de Fogo da mitologia Viking. O frasco é envolto em um berço de madeira preta. Um livreto que acompanha a garrafa conta a história do reino dos Gigantes de Fogo e sua batalha épica contra os deuses para governar o mundo.

Fire Edition está disponível em lojas especializadas em whisky a um preço sugerido de £ 190.

Notas de Prova - 15 anos - 45,2% ABV
Cor: cor natural de chamas ardentes resplandecentes.
Nariz: aromas vibrantes e intensos de frutas vermelhas, doçura de baunilha e amargo da casca de canela. Chocolate escuro.
Paladar: fumaça, frutas secas, sabor picante e baunilha. Especiarias encantam o paladar.
Acabamento: intensamente equilibrado. O longo e persistente final é doce, complementado por um tempero frutado, proporcionando um whisky fascinante de se apreciar.


Fonte: whiskyintelligence.com


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Desvendando Nº 46: Grant's Cask Editions Ale Cask Finish Nº 1


A William Grant & Sons prospera em Speyside desde 1887, quando William Grant e sua família inauguraram a destilaria Glenfiddich. Grant teve longo aprendizado em destilarias concorrentes e aplicou o conhecimento adquirido em seu próprio negócio. A empresa é renomada por voltar suas atenções ao whisky e pela determinação em passar isso de uma geração a outra. É famosa também pela destilaria Glenfiddich e pela fornecedora de single malt, Balvenie. Um terceiro malte é produzido, o Kininvie, reservado para blending.

A Grant's construiu uma destilaria de grãos em Girvan, em 1963. Escolhido pelo fácil acesso aos suprimentos de milho norte-americano, o local se expandiu e uma nova destilaria de malte, a Ailsa Bay, foi inaugurada pouco tempo atrás. Sua produção é reservada para blending, já que a empresa controla seus suprimentos de whisky de perto. Há uma boa razão para isso: o blend Grant's Family Reserve ultrapassou a barreira de 1 milhão de unidades em 1979 e continua crescendo em ritmo excepcional para atender à demanda de consumo de whisky escocês.


Hoje a Grant's vende cerca de 4 milhões de unidades por ano e é uma das cinco maiores marcas no mundo. O fato de a empresa estar em mãos privadas, e não se sujeitar a pressões de acionistas, possibilitou que os blenders da Grant's trabalhassem com um estoque impressionante, com algumas expressões de 40 anos atrás. A produção de blended whisky permanece fiel à garrafa triangular que caracteriza as bebidas da empresa.

O que pude perceber:
Características: cor palha claro, médio corpo.
Aroma: no início um pouco do álcool pronunciado. Driblado o álcool, o adocicado toma conta. Suave, baunilha, mel e, como não poderia deixar de ser, um certo toque de cerveja, aquelas em que o malte é bem pronunciado. O aroma é realmente bastante agradável. Os whiskies de grãos também são perceptíveis, mas não influenciam muito. Também dá para notar algo cremoso e frutado que deixa o aroma bem equilibrado. Com um pouco de água os cereais são mais evidenciados, assim como um aroma mais amargo. Aparece também um pouco de frutado, puxando para frutas cítricas, e por fim a baunilha e o mel aparecendo para dar o toque final adocicado. Com uma pedra de gelo o aroma é o de uma cerveja pilsen. Fica bem fresco, com um frutado pronunciado. A baunilha e o mel teimam em estar presentes mas o aroma de cereais, antes bastante presente, se contrai um pouco.
Paladar: primeiramente o gosto dos whiskies de grãos e uma certa dormência na boca devido ao álcool. Depois vem o adocicado, uma mistura de baunilha, malte e mel. O gosto final é como se estivesse bebendo a espuma de uma cerveja. Bem interessante. Um leve amargor também fica. Como no aroma, há um certo equilíbrio também no paladar. A adição de água ameniza o álcool, mas também como ocorreu no aroma, evidencia mais os whiskies de grãos, privilegiando um sabor amargo de início, e só depois, na finalização, aparece um pouco do frutado, da baunilha e do mel. Permanece na boca um gosto de malte e a cerveja novamente se faz presente. O gelo retirou o sabor amargo que antes era sentido, deixando somente o frutado, o mel e a baunilha. Permanece o adocicado e a finalização de espuma de cerveja.


O Grant's Ale Cask combina as notas da cerveja Edinburgh Strong Ale, produzida pela Caledonian Brewing Company. A ligação entre cerveja e whisky parece incompatível, mas é um whisky interessante. A finalização em barris de cerveja proporciona algo mais do que simplesmente sair do lugar comum. A cerveja deu um toque de amargor, típico das cervejas, mas ao mesmo tempo há uma doçura que se contrapõe, deixando um sabor bem complexo, bem casado, macio. Combinação bem interessante. Embora o álcool seja um pouco pronunciado, não incomoda.

Também é gratificante experimentar pela primeira vez um whisky diferente e tentar descobrir, aos poucos, todas as suas nuances. A Grant's conseguiu entregar para seu público uma bebida bem equilibrada, além de uma opção a mais dentro do vasto mundo do whisky com diferentes finalizações.





Grant's Cask Editions Ale Cask Finish Nº 1
Blend Teor Alc 40%


A Grant's se aventurou a criar finais amadeirados especiais e obteve grande sucesso. Este é um whisky escocês finalizado em barris que antes armazenaram cerveja. Os cascos de cerveja feita de malte dão à bebida um sabor único e cremoso de malte e mel.

domingo, 6 de novembro de 2016

Longmorn revela luxo no novo portfólio


A introdução do Longmorn 23 anos e uma nova reinterpretação do icônico Longmorn 16 anos completa a carteira de luxo da destilaria.

A destilaria Longmorn acaba de revelar duas novas expressões para completar o seu portfólio: Longmorn 23 anos e uma reinterpretação luxuosa do renomado Longmorn 16 anos. As duas garrafas irão se juntar ao Longmorn Distiller's Choice no line-up, oferecendo aos apreciadores de whisky escocês a oportunidade de apreciar single malts que combinam luxo, qualidade e artesanato.

O novo Longmorn 23 anos é o ápice de mais de duas décadas de maturação nos melhores barris de carvalho tradicionais, escolhidos para complementar o perfil de sabor suave, cremoso e rico do espírito de Longmorn. É a interpretação do caráter inimitável da destilaria e é engarrafado sem filtragem a frio, oferecendo notas de sabor de pêra madura e maçãs vermelhas suaves que dão lugar a um final longo e suave. A expressão está disponível a um preço sugerido de venda de US$ 1.450.

A nova edição do Longmorn 16 anos é agora a versão final da clássica expressão tão reverenciada. Trabalhada usando uma proporção maior de cascos de carvalho americano de primeiro preenchimento, o novo Longmorn 16 anos oferece uma sensação mais luxuosa, aumentando a experiência de degustação. Maturado em uma combinação de cascos de carvalho americano ex-xerez e tradicionais e, ainda, engarrafado sem filtragem a frio, Longmorn 16 anos tem um perfil de sabor enriquecido de frutas do pomar maduras, baunilha e chocolate, doce de leite suave e está disponível a um preço de venda sugerido de US$ 252.

Fundada em 1894, a Longmorn Distillery tem uma rica história de elaborar whiskies excepcionais. Construída durante a idade de ouro da indústria, seu fundador John Duff assegurou que seria a marca da empresa sua visão pioneira na destilação artesanal aliada à tecnologia mais recente disponível.

Criada para atender a um crescente apetite por bom whisky de luxo, cada garrafa de Longmorn reflete essa dedicação à inovação e excelência e tem sido trabalhada para oferecer a experiência de um produto de padrão excepcional. As garrafas de vidro têm altos ombros, largos, um pescoço longo e são em grande parte transparentes para mostrar a qualidade do whisky em seu interior.

Notas de degustação:
Longmorn 16 anos (48% ABV):
Nariz: calda de frutas do pomar em camadas com notas de doce de baunilha e crème brûlée.
Paladar: o paladar é recompensado com os ricos sabores de peras maduras e chocolate ao leite cremoso.
Finish: saboroso e requintadamente prolongado.

Longmorn 23 anos (48% ABV):
Nariz: fudge de baunilha e caramelo cremoso, mergulhados em chocolate ao leite e mel.
Paladar: peras maduras e maçãs vermelhas doces entrelaçadas com bolo de gengibre.
Finish: excepcionalmente longo e aveludado. A recompensa adequada para a paciência e perfeição que seu fundador colocou em sua criação.


Fonte: whiskyintelligence.com


sábado, 5 de novembro de 2016

Macallan Double Cask 12 anos


O compromisso da Macallan na gestão de madeira excepcional define todos os aspectos da sua criação de whisky e o lançamento do novo Double Cask 12 Anos é mais uma prova.

Criado a partir do equilíbrio perfeito de cascos de carvalho europeus e americanos de xerez, Double Cask 12 anos traz um carácter distintivo à tona, apresentando sabores familiares tanto para o Sherry Oak quanto para o Fine Oak. O resultado é uma nova interpretação da assinatura do Macallan 12 anos: doce como mel, mas com um caráter equilibrado.

Exclusivamente maturado em barris de xerez, The Macallan Double Cask 12 anos oferece um estilo de carvalho americano distinto, refletindo uma perfeita harmonia de sabores e cores naturais. O sabor delicado do carvalho americano, baunilha, frutas cítricas e carvalho claro, aumenta e destaca o caráter do Macallan tradicional de fruta rica, xerez e especiarias.

Este é um single malt que mostra um verdadeiro equilíbrio de caráter que resulta em um perfil de sabor totalmente arredondado e distinto. Ao combinar influências de madeira, acaba por produzir um novo Macallan, que posiciona-se perfeitamente entre os atuais Sherry Oak e Fine Oak.

A Macallan traz carvalho novo da América para a Espanha, onde barris são criados e temperados com xerez antes de viajar para a destilaria em Speyside e amadurecer o whisky durante doze anos. Esses whiskies são, então, harmoniosamente unidos com aqueles envelhecidos em cascos de carvalho europeus também com excepcional xerez. Esta união revela um investimento incomparável em tempo e empenho extraordinário para manter a qualidade na qual a Macallan tem sido conhecida desde 1824.

Macallan Double Cask 12 anos está disponível nas lojas de whisky a um preço sugerido de £ 55.

Notas do Macallan Double Cask 12 anos (ABV 40%):
Nariz: caramelo cremoso, toffee, laranja cristalizada e carvalho recém derrubado.
Paladar: equilibrado, doçura do mel, frutas cítricas e caramelo.
Final: o carvalho perdura, quente, doce e seco.

Fãs do whisky escocês irão apreciar o preço e a declaração de idade, especialmente dada a tendência atual de whiskies jovens que estão sendo vendidos a custos mais elevados.


Fonte: whiskyintelligence.com


segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Conheça um pouco os whiskies da Compass Box

Circus


Sabe-se pouco sobre os whiskies utilizados no blend do Circus, só que eles contêm tanto single malt e single grain whiskies e que os cascos onde se casam são de xerez. Notas: paladar opulento, suavidade macia de grãos maduros e complexidade da idade. Cheio de personalidade, com frutas secas, malte e nuances de amêndoas e avelã.

Enlightenment


Notas: fresco, vibrante e com um paladar que é irresistível e de dar água na boca. No nariz, pêra e creme de baunilha. No palato, tempero, notas cítricas suaves e frutas.

The Lost Blend


Composto por dois whiskies não turfados das Highlands, proveniente das destilarias Clynelish e Allt-á-Bhainne, e um whisky turfado da destilaria Caol Ila. Ele foi nomeado baseado em uma história de dois bartenders tentando lembrar e recriar uma mistura de espíritos que possuía qualidades quase sobrenaturais. Notas: frutado, com caráter de ervas e uma doçura no paladar, sustentado por uma fumaça delicada.

Flaming Heart


Lançado primeiramente em 2006, foi o primeiro whisky a combinar um complexo e rico tempero advindos de whisky envelhecido em barricas novas de carvalho francês com a fumaça evocativa provenientes dos maltes turfados de Islay. Notas: interação única entre as características de especiarias, doces e fumo. Frutas doces e madeira de fumo no nariz. Gorduroso e encorpado no palato com uma doçura picante e uma complexidade rica e doce.

This is not a Luxury Whisky


Ou é? A inspiração para esta edição limitada é a obra de René Magritte de 1929 intitulada "Ceci n'est pas une pipe", uma pintura surrealista que desafia as percepções de realidade das pessoas. Notas: complexo, rico, levemente defumado e opulento. Sherry doce e notas florais concentradas combinam com doçura profunda, cacau e coco cremoso. Um nariz convidativo, gorduroso e encorpado no palato, com um longo e persistente final doce de fumo.

The Peat Monster


Há mais de dez anos a Compass Box criou uma mistura de malts muito turfosos. Ele foi batizado de "Monster" e rotulado com uma criatura estranha que capturou a essência do whisky. Vendeu tão bem que eles decidiram compartilhar a idéia com o resto do mundo. Assim, "The Peat Monster” nasceu e, desde então, tornou-se o whisky best-seller da empresa.

Spice Tree Extravaganza


Como o nome sugere, o líquido vai buscar a sua inspiração na árvore de pimenta, usando maltes envelhecidos em uma parte significativa de barril de xerez. Caráter de especiarias, rico, elegante, com uma profundidade de sabor e complexidade. Notas: vinho xerez, frutas escuras e a doçura fragrante de doces tradicionais. No palato, fruta vermelha suculenta, açúcar escuro, gengibre e cravo, e um longo acabamento picante.

3 Year Old Deluxe



Composto por menos de 1% de whisky de malte com três anos de idade, produzido perto da aldeia de Brora, 90% de whisky de malte de uma idade não declarada da mesma destilaria e cerca de 9% de whisky turfado destilado na ilha de Skye. Mas os regulamentos só permitem compartilhar detalhes de idade do componente mais jovem. Notas: baunilha e frutas fornecem uma plataforma em cima da qual repousa as qualidades do whisky de malte turfado.


Fonte: whiskyintelligence.com

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Desvendando Nº 45: Woodford Reserve Distiller's Select


Woodford Reserve é uma destilaria de bourbon singular, que usa alambiques do tipo pot, como versões em miniatura dos da Glenmorangie, para fazer destilação tripla.

Declarada patrimônio histórico nacional, nascida pela segunda vez em 17 de outubro de 1996, uma reencarnação da destilaria do pioneiro Elijah Pepper, a Woodford foi concebida por sua proprietária, a Brown-Forman Company, de Louisville, para prestar homenagem à história e à tradição da destilação artesanal de bourbon em Kentucky. A destilaria renovada era chamada de Labrot & Graham até outubro de 2003.

A menor destilaria atualmente ativa em Kentucky, a Woodford cria pequenos lotes (small batch) de whiskeys do início ao fim, produzindo de 45 a 50 tonéis por dia. É a única destilaria de bourbon a empregar o raro método da tripla destilação e a utilizar exclusivamente alambiques tradicionais de cobre para tal.


A receita do Woodford Reserve leva 72% de milho, 18% de centeio e 10% de malte de cevada. Os grãos cozidos fermentam por cinco a sete dias em pequenas dornas de madeira, criando uma cerveja concentrada a 18 proof. Os alambiques com pescoços longos e estreitos atingem quase cinco metros de altura e incluem um alambique de cerveja, um de vinhos altos e um de espírito. O destilado do terceiro alambique sai a uma concentração de 158 proof, apenas dois pontos abaixo do limite legal.

Ao destilado é acrescentada água desmineralizada e é então colocado no barril medianamente chamuscado a 110 proof. O Woodford é em geral envelhecido de seis a sete anos e generosamente engarrafado a 90,4 proof.


O que pude perceber:
Características: cor âmbar escuro, encorpado.
Aroma: um pouquinho de álcool torna-se evidente no início, mas nada que chegue a incomodar. Caramelo, mel, açúcar mascavo queimado. Carvalho e baunilha. Aroma de chocolate ao leite juntamente com frutas secas. Em nenhum momento senti o cheiro característico de milho típico dos bourbons, tampouco o adocicado enjoativo. Bem equilibrado no olfato. Bastante perfumado. A adição de água realça o caramelo e o açúcar mascavo queimado. Fica um pouco mais adocicado. O álcool desta vez não é proeminente. O amadeirado perdura. Continua um whiskey bastante perfumado. Com uma pedrinha de gelo, caramelo e carvalho se sobressaem. Nada de álcool. Frutas secas. Sensação de um whiskey mais suave.
Paladar: picante, gengibre e bem quente. Não há o gosto de álcool propriamente dito, apesar de seus 45,2% ABV, mas há uma leve dormência na boca, que logo some, dando lugar ao caramelo e ao amadeirado do carvalho. Finaliza com um pouco de baunilha. Bastante complexo, com muitas variações no decorrer da degustação. Um pouco de água deixa o whiskey um pouco mais equilibrado, casando bem o caramelo, o gengibre, a baunilha e o amadeirado, finalizando com um toque picante, além das notas de chocolate ao leite. Bem interessante. O gelo deixa o paladar mais cremoso, com as notas mais doces dando o tom desta vez, porém o final continua picante, com um toque de gengibre.

Um whiskey bem equilibrado e complexo, diferente da maioria dos bourbons. Não é muito doce e o milho não se mostra evidente. Para o meu paladar, se todos os bourbons fossem como ele, eu me tornaria hoje um grande apreciador de bourbons. Possui barril e garrafa numeradas, o que demonstra um certo cuidado com sua produção. Na prática, sabem o que isso significa? Nada. Mas é sempre bom pensar que se está consumindo um produto exclusivo.




Woodford Reserve Distiller's Select
Bourbon Teor Alc 45,2%


O Distiller's Select é elegante, robusto no olfato, perfumado, com passas cobertas de chocolate, frutas secas, açúcar queimado e gengibre. Complexo no palato, é fragrante e frutado, com framboesa, camomila e gengibre. O final exibe notas de baunilha e carvalho apimentado.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Chivas Regal Ultis: a essência da Chivas Regal

Chivas Regal, primeiro whisky de luxo do mundo, acaba de lançar Chivas Regal Ultis, o primeiro whisky blended malt da Casa de Chivas.


Capturando a verdadeira essência do Chivas Regal, Chivas Regal Ultis usa apenas cinco dos mais preciosos single malts de Speyside da Chivas Regal, e representa o estilo e a diversidade desta prestigiada região de whisky de renome mundial.

O whisky foi produzido com maltes selecionados de Tormore, Longmorn, Strathisla, Allt A'Bhainne e Braeval, apresentando sabores complexos, um tom dourado e um aroma rico. Com milhões de barris no inventário da Chivas Brothers, menos de 1% são usados para criar Chivas Regal Ultis, com a equipe de blenders cheirando e selecionando aqueles de mais alta qualidade para criar a mistura individualmente, um método tradicional de seleção manual que já não é padrão na indústria do whisky escocês nos dias de hoje.

Desde 1909, apenas cinco homens dominaram o estilo de Chivas Regal e Chivas Regal Ultis presta homenagem ao compromisso e domínio dos Master Blenders Charles Howard, Charles Julian, Allan Baillie, Jimmy Lang e o atual Master Blender, Colin Scott.


A luxuosa garrafa de Chivas Regal Ultis espelha o whisky precioso dentro e é projetada para fornecer impacto na prateleira com uma forma esguia. Em honra aos Master Blenders e representando os cinco maltes que o compõem, a garrafa apresenta um acabamento que é gravado com cinco anéis e a colocação surpreendente da figura de um número cinco em romano na base altamente trabalhada. O rótulo possui uma crista texturizada.

Sobre os maltes, a frescura cristalina de Tormore brilha contrastando com o calor picante presente em Allt A'Bhainne, enquanto o single malt Longmorn acrescenta equilíbrio para a mistura. O estilo floral de Braeval complementa a doçura frutada de Strathisla, criando um complexo e rico whisky blended malt. Chivas Regal Ultis é um blend que se baseia em conhecimentos que tem sido transmitidos ao longo dos séculos e que irá encantar os apreciadores de whisky em todo o mundo.

Chivas Regal Ultis está definido para chamar a atenção dos consumidores exigentes que procuram impressionar em ocasiões especiais, bem como aficionados de whisky escocês em busca de sua próxima experiência em matéria de whisky de luxo.



Chivas Regal Ultis está disponível globalmente em todas as principais lojas especializadas em whisky a um preço sugerido de venda de US$ 200.


Fonte: whiskyintelligence.com

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Destilaria Glenlivet lança história líquida: Glenlivet Winchester Collection Vintage 1966

A destilaria Glenlivet lançou a segunda edição em sua série de whiskies single malts de 50 anos de idade: The Glenlivet Winchester Collection Vintage 1966. Trabalhada ao longo de gerações para as gerações vindouras, há apenas 100 garrafas desta história líquida, amadurecida em um excepcional barril de xerez de alta qualidade, ao preço de $ 25.000 cada.


Criado pelo mestre destilador Robert Arthur em 1966 e, posteriormente, cuidado pelos mestres destiladores da Glenlivet, foi liberado sob a supervisão de Alan Winchester. Vintage 1966 junta-se ao Vintage 1964 para se tornar uma das mais raras, requintadas e mais procuradas coleções de whisky do mundo. Enquanto este precioso whisky descansava em seu barril, o mundo mudava em torno dele. A humanidade deu seus primeiros passos na Lua, o muro de Berlim caiu e houve a introdução do computador pessoal e do celular.

Vintage 1966 foi identificado no início como sendo um barril de excelente qualidade e desde então tem progressivamente desenvolvido os sabores e a assinatura que fazem da Glenlivet uma referência duradoura de qualidade. Possui uma complexidade suave e doce mergulhada por notas de canela e alcaçuz, especiarias delicadas, seguido por um final excepcionalmente longo, macio, com uma pitada de secura.

A Glenlivet encomendou a Brodie Nairn, do aclamado estúdio Glasstorm, a produção de uma garrafa de vidro soprado à mão em torno do conceito de água, prestando homenagem a tradução gaélica do Glenlivet, "vale dos fluídos suaves”. O ourives Richard Fox trabalhou a rolha de ouro em conjunto com um quartzo enfumaçado de pedra Cairngorm, especialmente selecionados para ecoar o líquido rico e escuro do Vintage 1966, enquanto o artesão John Galvin fez o estojo de madeira que abriga o whisky.

Para a destilaria, o lançamento do Vintage 1966 é um marco. Pipas desta idade e qualidade são uma coisa tão rara nos dias de hoje que o single malt resultante é, literalmente, a história líquida em um vidro.


Notas:

A combinação perfeita do espírito e do barril de xerez libera uma maravilhosa variedade de sabores, criando uma sinfonia de sabores distintos, cheios de notas frutadas, assinatura de The Glenlivet, intensificando-se com a idade. Com a influência do barril de xerez, o nariz é deliciosamente doce, com aromas de melaço, passas úmidas e geléia de damasco. O paladar ten frutas cristalizadas, frutas macias suntuosas, melado doce e suculento, camadas de tempero delicado, uma mescla de canela e alcaçuz. O acabamento é excepcionalmente longo, macio, com um toque agradável de secura.


Fonte: whiskyintelligence.com

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Conheça um pouco do melhor Scotch do Mundo, segundo Jim Murray

Um dos guias que conduzem o whisky no mundo, a Bíblia do Whisky de Jim Murray contém mais de 4.600 notas detalhadas de degustação de whisky profissionalmente analisados. À nata das bebidas é conferido o título invejável de “ouro líquido”, recebendo o título aqueles com uma pontuação de mais de 96 pontos em 100.


Alcançando 97 pontos em 100, levando o duplo título, de Scotch Whisky do Ano e Single Malt do Ano (Barris múltiplos), assim como o 2º melhor whisky do Mundo, este jovem de 18 anos da Glen Grant tem todas as características de um Speyside moderno: sedoso, exuberante e bem equilibrado.


O nariz tem delicados florais e baunilha, notas de madeira e especiarias doces. O paladar é refinado com cereais caramelizados, passas e baunilha, antes de um final longo, com nozes. Possui um preço sugerido de venda de € 115.


Fonte: whiskyintelligence.com

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Os vencedores da Bíblia do Whisky de Jim Murray 2017

Jim Murray sabe como surpreender. Dois anos atrás ele nomeou o Yamazaki Sherry Cask 2013 como seu Whisky do Ano, enquanto no ano passado essa honra foi para o Canadá, com o Crown Royal Northern Harvest Rye ocupando o lugar superior. E agora, o vencedor de 2017 acaba de ser anunciado. O Melhor whisky no mundo segundo Jim Murray é: Booker's Rye 13 Years Old. Jim o descreveu como tendo um alucinante nariz com um acabamento de profundidade incrível, acrescentando que é um exemplo impressionante de um magnífico centeio, mostrando exatamente o que “gênio” em termos de whisky realmente significa, pontuando-o com 97,5/100 pontos.


Booker's Rye 13 Anos, 68,1%

Um perfil de sabor intenso, com notas acentuadas e bem equilibradas de madeira de carvalho e do processo mais longo de envelhecimento. O líquido âmbar profundo oferece um aroma complexo, com notas de especiarias do centeio. Este centeio tem um sabor marcante, mas não é avassalador. Pode ser apreciado puro ou com gelo.

A outra grande notícia da Bíblia do Whisky 2017 é que um whisky escocês fez parte da lista do ano pela primeira vez desde 2014. O vice-campeão é Glen Grant 18 anos. Seguem os três primeiros:

Jim Murray's 2017 World Whiskies of the Year

1. Booker's Rye 13 anos
2. Glen Grant 18 anos
3. William Larue Weller Bourbon (Bot.2015)

A lista completa de vencedores:

Scotch Whisky

Scotch Whisky of the Year
Glen Grant 18 Year Old
Single Malt of the Year (Multiple Casks)
Glen Grant 18 Year Old
Single Malt of the Year (Single Cask)
That Boutique-y Whisky Co Macallan 25 Year Old Batch 5
Scotch Blend of the Year
The Last Drop 1971
Scotch Grain of the Year
Whiskyjace Invergordon 24 Year Old
Scotch Vatted Malt of the Year
Compass Box Flaming Heart 2015 Edition


Single Malt Scotch

No Age Statement (Multiple Casks)
Glenlivet Cipher
No Age Statement (Runner Up)
Port Askaig 100 Proof
10 Years & Under (Multiple Casks)
Glen Grant 10 Year Old
10 Years & Under (Single Cask)
Kilchoman Guze Cask Finish
11-15 Years (Multiple Casks)
Lagavulin 12 Year Old
11-15 Years (Single Cask)
The Single Cask Glentauchers 2002 14 Year Old
16-21 Years (Multiple Casks)
Glen Grant 18 Year Old
16-21 Years (Single Cask)
Scyfion Choice Mortlach 1996 19 Year Old (Berry Bros & Rudd)
22-27 Years (Multiple Casks)
Dalwhinnie 1989 25 Year Old Special Releases 2015
22-27 Years (Single Cask)
The Boutique-y Co Macallan 25 Year Old Batch 5
28-34 Years (Multiple Casks)
Port Ellen 1983 32 Year Old Special Releases 2015
28-34 Years (Single Cask)
Cadenhead Caol Ila 31 Year Old
35-40 Years (Multiple Casks)
Brora 37 Year Old Special Releases 2015
35-40 Years (Single Cask)
Cadenhead Glentauchers 38 Year Old
41 Years & Over (Multiple Casks)
Gordon & MacPhail Glen Grant 1952
41 Years & Over (Single Cask)
Gordon & MacPhail Glen Grant 1950 65 Year Old


Blended Scotch

No Age Statement (Standard)
Ballantine’s Finest
No Age Statement (Premium)
Ballantine’s Limited
5-12 Years
Johnnie Walker Black Label 12 Year Old
13-18 Years
Chivas Regal 18 Year Old Ultimate Cask Collection First Fill American Oak
19 – 25 Years
Royal Salute 21 Year Old
26 – 50 Years
The Last Drop 1971


Irish Whiskey

Irish Whiskey of the Year
Redbreast 21 Year Old
Irish Pot Still Whiskey of the Year
Redbreast 21 Year Old
Irish Single Malt of the Year
Bushmills 21 Year Old
Irish Blend of the Year
Jameson
Irish Single Cask of the Year
Teeling Single White Burgundy Cask 2004


American Whiskey

Bourbon of the Year
William Larue Weller 2015 Release
Rye of the Year
Booker’s Rye 13 Year Old
US Micro Whisky of the Year
Garrison Brothers Cowboy Bourbon 2009
US Micro Whisky of the Year (Runner Up)
Koval Four Grain


Bourbon

No Age Statement (Multiple Barrels)
William Larue Weller 2015 Release
No Age Statement (Single Barrel)
1792 Single Barrrel Kentucky Straight Bourbon
9 Years & Under
Garrison Brothers Cowboy Bourbon 2009
10 Years & Over (Multiple Barrels)
Blade & Bow 22 Year Old


Rye

No Age Statement
Thomas H Handy 2015 Release
Up to 10 Years
Pikesville 110 Proof 6 Year Old Straight Rye
11 Years & Over
Booker’s Rye 13 Year Old


Wheat

Wheat Whiskey of the Year
Bernheim Original


Canadian Whisky

Canadian Whisky of the Year
Crown Royal Northern Harvest Rye


Japanese Whisky

Japanese Whisky of the Year
Yamazaki Sherry Cask 2016 Release
Single Malt of the Year (Multiple Barrels)
Yamazaki Sherry Cask 2016 Release


European Whisky

European Whisky of the Year (Multiple)
English Whisky Co. Chapter 14 Not Peated
European Whisky of the Year (Single)
Langatun 6 year Old Pinot Noir Cask


World Whiskies

Asian Whisky of the Year
Kavalan Solist Moscatel
Southern Hemisphere Whisky of the Year
Heartwood Any Port in a Storm


Fonte: thewhiskyexchange.com


domingo, 16 de outubro de 2016

Novo anCnoc lançado exclusivamente para viajantes


O premiado whisky escocês anCnoc anunciou que vai celebrar o varejo de viagem este ano com o lançamento de duas novas expressões durante a exposição da Tax Free World Association em Cannes, este mês.

Rùdhan é a mais recente expressão que veio para se juntar à coleção Peaty e estará disponível globalmente a partir de meados de outubro, depois de ser lançado oficialmente na vitrine de Cannes.

De acordo com o estilo tradicional de anCnoc, o whisky ganhou seu nome a partir do processo de colheita da turfa. O termo 'Rùdhan' [roo-an] refere-se à fase final, em que a turfa é empilhada durante várias semanas para secar antes da queima.

Com 46% ABV e aparência de palha clara, os aromas frutados iniciais dão lugar ao forte cheiro de madeira esfumaçada. No paladar, o famoso sabor de turfa terrosa é seguido por uma picância de especiarias e açúcar queimado, terminando com um final longo e suave.

anCnoc tem visto no mercado uma crescente demanda por expressões turfadas e quer que o Rùdhan faça a diferença. Varejo de viagem é um mercado prioritário, pois proporciona uma introdução à marca para milhares de viajantes. anCnoc quer garantir que os clientes fiquem cientes do seu desejo de criar whisky usando métodos tradicionais, mas com um toque moderno.


Rùdhan junta-se à colecção Peaty a um preço de € 64,99 para uma garrafa de 1L e estará disponível a partir de meados de outubro.


Fonte: whiskyintelligence.com

sábado, 15 de outubro de 2016

Lançado o primeiro whisky com acabamento Pinotage


Three Ships Whisky lançou o primeiro whisky do mundo finalizado em um barril anteriormente utilizado para a maturação de Pinotage, vinho produzido exclusivamente na África do Sul.

Com apenas 3500 garrafas das 4000 disponíveis para compra pelo público, o Three Ships 15 anos Pinotage Cask Finish é o whisky mais antigo até hoje lançado na história da Áfica do Sul e trabalhado pelo Master Distiller Andy Watts, que procurou capturar o patrimônio único da África do Sul na criação deste whisky rico, complexo e único.

Os acabamentos dos whiskies não são nada de novo, mas nunca antes um barril Pinotage fora usado. A ideia veio pela primeira vez no início de 2000, mas naquela época a indústria ainda era muito jovem e o mundo não estava pronto para aceitar essa inovação da África do Sul.

Agora, a ideia se tornou realidade. Os componentes de grãos e malte do whisky foram primeiro amadurecidos separadamente em barricas americanas antes de terem diferentes períodos de acabamento em oito cascos previamente utilizados para Pinotage.

Os barris de vinho transmitem o caráter do Pinotage varietal típico, de fruta de baga vermelha e um ligeiro sabor terroso, que suaviza o componente de malte e complementa a doçura do grão. Com um tom vermelho da baga, o whisky é leve, possui grande estilo, cereja proeminente, ameixa, frutas tropicais e as notas terrosas típicas do Pinotage no nariz. O paladar é limpo, com notas de banana e abacaxi e termina com um acabamento quente persistente.

O Three Ships 15 anos Pinotage Cask Finish é o segundo lançamento da série Master's Collection que, ao longo dos próximos anos, terá uma edição limitada lançada a cada ano sob a marca Three Ships.

O whisky já está disponível em lojas selecionadas e em lojas de varejo de viagem ao preço aproximado de US$ 100 por garrafa.


Fonte: whiskyintelligence.com


quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Destilaria inglesa The English Whisky Company revela novos designs

The English Whisky Co., a primeira destilaria de whisky da Inglaterra revela novas embalagens e introduz os whiskies 'Original' e 'Smokey'.


Depois de submetida a uma impressionante remodelagem, a destilaria rebatizou suas expressões 'Classic' e 'The Peated'. As novas e atraentes embalagens enfatizam a natureza artesanal do whisky, sua proveniência, Norfolk, e a herança inglesa, que forneceram inspiração para o novo design.

A premiada agência de design Breeze Creative foi nomeada para criar o novo look para a marca, que acabará por ser implementado em todas as embalagens para o portfólio principal.

Fundada em 2006, The English Whisky Co. é a casa da primeira e mais antiga destilaria da Inglaterra. Construída pela família Nelstrop com o propósito específico de produzir o que há de melhor no whisky de malte inglês, o local é famoso pela sua cultura de cevada. A família tem uma tradição de cultivo e processamento de grãos de mais de 600 anos.

The English Original 43% ABV
Um aroma delicado com notas de baunilha e frutas tropicais. Como um sorvete de baunilha, derrete na boca. Um pouco de noz com um final longo maltado. Finalização limpa, seca e ligeiramente salgada.

The English Smokey 43% ABV
Um aroma delicado com toque de baunilha, anis e gengibre, um paladar cremoso, um pouco de turfa inicialmente e depois a bomba de fumaça. Final longo, picante e esfumaçado.

The English Original e Smokey são engarrafados em 43% ABV e não são filtrados a frio. Ao preço de £ 34,99, ambas as expressões estarão disponíveis nas lojas especializadas em whisky.


Fonte: whiskyintelligence.com


terça-feira, 11 de outubro de 2016

Raro Glenfiddich de 1937 bate recorde de preço em leilão da Bonhams em Edimburgo


Uma garrafa de Glenfiddich Collection 1937 foi arrematada em leilão com o preço batido em £ 68.500 na Bonhams em Edimburgo no dia 5 de outubro. Ela havia sido estimada entre £ 25.000-35.000. O preço é o mais alto pago em leilão por uma garrafa de Glenfiddich já registrado na casa de leilões escocesa para a venda de um single malt.


O whisky, que foi arrematado por um comprador no Extremo Oriente, foi colocado no barril 843 da destilaria Glenfiddich, em 1937, o ano da coroação de George VI e engarrafado 64 anos depois, em 2001. É altamente incomum para um single malt desta idade ter mantido a sua força e é este atributo que torna as sessenta garrafas do barril 843 tão especiais. É o engarrafamento mais antigo e mais raro já realizado na destilaria.

O preço recorde reflete a raridade excepcional do Glenfiddich Rare Collection 1937 e seu grande apelo para colecionadores em todos os lugares.


Fonte: whiskyintelligence.com

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Bushmills Irish Whiskey apresenta Port Cask Reserve


A destilaria irlandesa Bushmills anunciou o lançamento de Port Cask Reserve, a segunda e última edição da coleção Steamship, uma variedade rara e única de maturação em barril inspirada nas viagens extraordinárias do navio a vapor SS Bushmills.

Exclusiva para duty free, esta nova variante segue o lançamento bem sucedido do ano passado de Bushmills Sherry Cask Reserve, marcando o 125º aniversário da viagem inaugural do SS Bushmills.

Em 1890, o SS Bushmills entregava Bushmills Irish Whiskey a vários cantos do mundo e com ele estabeleceu conhecimento e relações com alguns dos melhores produtores de vinho e bebidas espirituosas do mundo. Essas relações têm servido a Old Bushmills Distillery até hoje, ajudando seu mestre destilador a explorar o potencial de amadurecimento dos whiskeys em barris exclusivos e raros.

No Vale do Douro em Portugal, uma região cujo solo pedregoso produz apenas pequenas quantidades de uvas que são de excelente qualidade e perfeitas para fazer vinho do porto, são selecionadas as melhores barricas para o Port Cask Reserve. Após um período de tempero de pelo menos três anos, eles são esvaziados e enviados para a Bushmills para serem preenchidos com o whiskey, deixando os sabores residuais a partir da madeira carbonizada realizar a sua mágica. O resultado é o rico, complexo e suave whiskey single malt triplamente destilado, de cor rubi, com elegantes notas sutis de ameixa, café preto e amêndoas.


Apresentado em uma caixa artesanal, com uma garrafa de 70cl e 40% ABV, Bushmills Port Cask Reserve confere sabores exuberantes e complexos do vinho do Porto. Estará disponível a partir de novembro ao preço sugerido de £ 99 em lojas de varejo de viagem.


Fonte: whiskyintelligence.com

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Compass Box: “quer saber o que há no nosso whisky? Pergunte-nos.”


A empresa de engarrafamentos independentes Compass Box continua sua campanha para efetuar uma mudança nos regulamentos e por maior transparência na produção do scotch whisky. No entanto, por várias razões, incluindo o Brexit, parece improvável que a indústria vá apoiar tais mudanças no curto prazo. Portanto, a empresa tem encontrado uma solução legal que permite alcançar o principal objetivo: que a informação completa, clara e imparcial caia nas mãos das pessoas que estão buscando ativamente conhecer a fundo seu whisky preferido.

O conselho legal é claro: não se deve promover ativamente as idades dos componentes utilizados nas misturas, mas pode-se fornecer informações quando são solicitadas pelos consumidores interessados. Então, começando com as Edições limitadas Three Year Old Deluxe e Spice Tree Extravaganza e estendendo para a gama completa de whiskies até novembro, a Compass Box está simplesmente pedindo para que os consumidores entrem em contato.


Vale ligar para o escritório, mandar um e-mail, entrar em contato em mídias sociais ou falar-lhes em eventos. A informação estará lá e a empresa fará de tudo o que puder dentro das normas vigentes para compartilhar com o consumidor. Tudo o que o consumidor precisa fazer é pedir.

Seria bom se a indústria aderisse em peso a esta campanha para que soubéssemos realmente quais whiskies e com quais idades realmente são compostas nossas bebidas preferidas. 


Fonte: whiskyintelligence.com