Whisky

Whisky

domingo, 5 de abril de 2015

Desvendando Nº 20: Something Special

De propriedade da Chivas Brother’s, “algo especial” é uma afirmação justificável para este blend, o terceiro whisky mais vendido na américa do sul, especialmente na Venezuela e Colômbia, com vendas de mais de meio milhão de unidades.


O blend tem origem em 1912, quando foi criado por William Hill, um dos diretores da Hill Thomson & Co, de Edimburgo. Naquela época, ele foi condecorado com a autorização real pela Rainha Victoria, o que colocou a empresa Hill Thomson & Co. na mais alta classe da sociedade britânica, e é claro, resultou em aumento de vendas e de reconhecimento.

O whisky Something Special é composto por uma mistura de maltes da área do rio Spey, envelhecidos em barris de carvalho que anteriormente continham xerez e bourbon, o que proporciona sua cor dourada brilhante. O componente principal é o prestigiado malte da Longmorn. Em 2006, uma versão 15 anos foi lançada.

Curiosidade: há uma teoria de que um lapidário de Edimburgo criou a bela garrafa em forma de diamante.

O que pude perceber:

Olfato: maltado, picante, seco, leve, com um enfumaçado suave.

Paladar: no início há uma sensação de dormência na boca, porém não é um whisky forte. Há a presença de cereais e também é um pouco picante. O final é curto e um pouco defumado.

É um whisky que possui uma coloração clara e não é muito encorpado. Lembra bastante o White Horse, com a presença do defumado, porém é mais sutil, mais leve. Na minha opinião vale a pena conhecer mas, entre os dois, por serem semelhantes, o melhor custo-benefício é o do White Horse. O que mais me chamou a atenção neste whisky, sem dúvidas, foi o desenho da garrafa. Comprei esta versão de 360ml para fazer o review para o blog. Custou U$ 8,00, o equivalente a R$ 21,00 na época.



Something Special

Blend Teor Alc 40%


Blend distinto, com sabores temperados, frutados e secos, além de doçura suave e defumada no palato.

14 comentários:

  1. Eu adorei esse blended. Comprei uma garrafa em 2013 por curiosidade sem indicação no dutyfree, achei excelente. O custo benefício foi incrível já que paguei menos de U$15 na época.
    Acho mais saboroso do que o white horas. Na verdade o colocaria no topo dos 8 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Vagner. Realmente um ótimo custo benefício. Um abraço.

      Excluir
  2. White Horse. O corretor me derrubou.

    ResponderExcluir
  3. White Horse. O corretor me derrubou.

    ResponderExcluir
  4. Olá, amigo, tudo bom?
    sabe me dizer onde encontro esse whisky para comprar? Sou muito leiga no assunto, mas queria dar de presente e não sei onde encontrar.
    Desde já agradeço sua ajuda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Eliza. Você encontrará este whisky nas lojas Duty Free dos aeroportos no Brasil, através deste link: http://www.bebidaonline.com.br/products/Whisky-Something-Special-1000ml.html e também no Mercado Livre. Neste caso, é preciso tomar cuidado. Abraço.

      Excluir
    2. Muito Obrigada, colega! Vou encomendar pelo bebidaonline!

      Excluir
    3. Eliza, depois conte como foi a experiência. Abraço.

      Excluir
  5. Meu Whisky favorito. Descobri ele em um estudo cego onde ele ficou rankeado junto com Single Malts que custavam 50x o preço dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vini Indiferente, estudos cegos sempre revelam grandes surpresas, muitas delas bem agradáveis. Continue acompanhando. Um abraço.

      Excluir
  6. Esse magnífico blend me foi apresentado há 30 anos e sempre que o encontro compro. O melhor dos 8 a, e mais elegante que muitos 12 anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre bom quando encontramos algo que nos agrada e podemos mantê-lo sempre em nossa companhia. Apenas uma observação técnica: o something special não tem idade definida, então, não pode ser chamado de 8 anos, porém, sem dúvidas, é muito mais elegante que muitos 12 anos. Um abraço.

      Excluir
  7. Ola! Ganhei uma garrafa desse whisk em 1981... Tenho ela lacrada ate hoje! Sabe me dizer se tem valor para colecionador, ou mesmo, se o produto resistiu a esses 36 anos (ficou armazenado em uma adega escura e seca, sempre em temperatura ambiente)???

    ResponderExcluir
  8. Bom dia. Estas garrafas antigas são sempre motivo de controvérsias. A priori, como o whisky não envelhece na garrafa, esta garrafa de 1981 tem, ou deveria ter, o mesmo sabor do whisky que é produzido nos dias de hoje. Mas todos nós sabemos que há uma leve diferença, geralmente o mais antigo é melhor. Em relação ao valor, geralmente garrafas de single malt são mais colecionáveis que garrafas de blend, então, uma garrafa de blend não atingirá o mesmo preço que um single malt conseguiria, mas obviamente sempre há um ou outro comprador. O melhor mesmo é pesquisar em sites de venda de whisky no exterior. O ML não é um termômetro para isso. Quanto ao líquido, se bem vedado e com os cuidados que você informou, está pronto para ser degustado. Um abraço.

    ResponderExcluir

Dê sua opinião: